Close
(0) items
You have no items in your shopping cart.
Catálogo
    Filters
    Preferencias
    Procurar

    Coletores

    Colectores de escape de Ø90 - Ø250 mm18921_1.jpg

    Muitas vezes, num barco moderno de alto desempenho, com um ou dois grandes motores Instalados, não há muito espaço livre na sala do motor.
    Os colectores Vetus, modelo MG, são concebidos para tornarem possível mesmo a mais estranha instalação.
    A ligação de descarga no topo roda 360° e ligação de admissão encontra-se a um ângulo de 45° acima.
    Para uma encomenda de quantidade mínima de 10 peças, podemos fornecer estes colectores com a ligação de admissão ou descarga a um ângulo de 0°, 15° ou 30°. Os colectores Vetus, tipo MG, apenas podem ser instalados em sistemas de escape húmido.
    São inteiramente fabricados em materiais sintéticos (sem acção corrosiva ou galvânica), têm propriedades de redução de ruído excelentes e causam pressão posterior mínima.
    As abraçadeiras são fabricadas em aço inoxidável.
    Fornecido com uma torneira de drenagem para armazenamento no Inverno.

    Colectores/sistemas de escapes silenciosos (diam. 40-45-50-60-75-90 mm)18880_1.jpg
    Os colectores NLP são de construção de dupla fase, com câmaras superiores e inferiores com uma placa de partição horizontal e um tubo ascendente através do centro.
    Comparando com colectores de fase única que utilizam apenas uma câmara, estes colectores NLP oferecem silenciamento superior do ruído de escape com pressão posterior mínima.
    Uma vez que a câmara superior pode ser rodada a 360° e tanto as ligações de entrada e saída podem rodar a 360°, a instalação de montagem do escape mesmo em espaços de motores confinados é muitíssimo simplificada.
    Como funcionam estes colectores?
    A entrada rotativa do colector é ligada ao colector de escape do motor, utilizando o tubo de escape Vetus os gases de escape, misturados com a água de arrefecimento são empurrados da câmara inferior para a superior, através do tubo de ascensão central e depois através da ligação de saída (também rotativo) no topo.
    Esta ligação de saída é é acoplada à saída de popa, novamente através do tubo de escape Vetus.
    Para um silenciamento óptimo do ruído de escape, recomendamos a instalação de um silencioso de escape Vetus e um pescoço de cisne NLPG na linha de escape, depois do colector NLP.

    Porquê sistemas de escape Vetus?
    • Ligações e corpos rotativos para fácil instalação dos tubos a partir de qualquer ângulo
    • Excelente redução de ruído combinada com contra-pressão mínima
    • Combinação de pescoço de cisne/silenciosos de escape e colector/silenciosos de escape
    Válvula ASD
    • A única no mercado com manutenção quase inexistente
    Porquê utilizar sistemas de escape de injecção de água "húmido"?
    Os seguintes factores são de grande importância.
    1) As temperaturas dos gases de escape podem atingir níveis muito elevados.
    Um motor a gasóleo pode facilmente produzir gases de escape a uma temperatura de 600° C ou mais.
    2) A velocidade a que o som pode ser transmitido através do ar está dependente da temperatura do ar. Isto aplica-se também a gases de escape.
    Quanto mais alta for a temperatura de escape, mais alta a velocidade do som através dos gases.
    3) O volume do som, i.e. o volume relativo do som como é experienciado pelo ouvido humano, está por sua vez dependente da velocidade do som.
    Conforme a velocidade da transmissão do som reduz, de igual modo reduz o nível do som proporcionalmente.
    No passado, muitos barcos utilizavam um sistema de escape “seco”, no qual os gases de escape eram transportados para o exterior do casco sem qualquer forma de arrefecimento.
    O resultante tubo de escape quente tinha de ser completamente isolado, mas mesmo assim, produzia uma quantidade de ruído impressionante.
    No entanto, a redução da temperatura dos gases de escape para cerca de 40° ou 50°C pode ser atingida com a injecção da água de arrefecimento do motor na linha de escape.
    É assim que um sistema de escape “molhado” funciona.
    Para além disso, o típico odor do gasóleo de escape é também consideravelmente reduzido.
    Uma outra grande vantagem da redução da temperatura, é o facto de todos os componentes de escape situados abaixo da saída motor podem ser borracha ou materiais sintéticos.
    Isto permite uma maior sofisticação em termos de design e redução de peso e assegura a libertação da corrosão.
    Que requisitos devem ser preenchidos por um sistema de escape "húmido"?
    Na sua forma mais simples, um tubo de borracha, que vem do motor directamente para a popa do barco, parece suficientemente.
    No entanto, os seguintes pontos têm de ser tomados em consideração.
    • Depois do motor parar, a água de arrefecimento no sistema de escape não poderá ser capaz de voltar para o motor.
    • Deve evitar-se que a água exterior ao barco entre no sistema de escape e consequentemente no motor, através da saída de popa.
    No sentido de preencher esses requisitos, a Vetus oferece uma gama completa de componentes de escape fabricados em materiais sintéticos, tais como:
    Um colector recolhe a água de arrefecimento existente no sistema quando o motor estiver parado.
    Além disso, um colector tem grandes capacidades de amortecimento de som e funciona como um silencioso de escape. A dimensão do colector
    não é pelo diâmetro do tubo de escape, mas também pela quantidade De água que tem de ser recolhida.
    Por essa razão, a Vetus oferece colectores com capacidade extra grande para sistemas com longos percursos de escape.
    Um pescoço de cisne levanta o tubo de escape acima da linha de água, para que não possa haver retorno no sistema de escape.
    Depois do motor parar, toda a água de arrefecimento no tubo de escape vai correr para o ponto mais baixo do sistema, que é onde o colector deverá estar situado.
    Para limitar a quantidade de água, o pescoço de cisne deve ser aplicado o mais perto possível por detrás do colector.
    Mas, se necessário, pode também ser aplicado directamente na saída de popa popa.
    A saída de popa deve ser aplicada acima da linha de água, como regra geral.
    Recomendamos tubos de escape de borracha Vetus para todos os sistemas de injecção de água.
    O tubo de escape Vetus é extremamente flexível mas não pode quebrar quando sujeito a calor e é resistente a gases de escape, temperaturas até
    100°C, e a resíduos de óleo. Estes tubos são aprovados pela Lloyd’s e cumprem as directivas SAE J2006 R2.
    Aplique sempre um alarme de temperatura de escape para ter alarme de temperatura excessiva no sistema de escape.
    Isto pode acontecer se o fluxo de água de arrefecimento se encontrar restrito ou bloqueado.
    Os motores marítimos a gasóleo Vetus têm um alarme de temperatura de escape como standard.
    A altura do ponto de injecção de água de arrefecimento no sistema de escape, relativamente à linha de água, é de grande importância.
    Se o ponto de injecção da água for 15 cm ou mais acima da linha de água, a água de arrefecimento pode ser injectada directamente no sistema de escape.
    No entanto, se o ponto de injecção da água se encontrar 15 cm abaixo da linha de água (ou mesmo abaixo disso) existe um risco do sistema de arrefecimento retornar água pela admissão, quando o motor estiver parado.
    Esta água enche o sistema de escape e no final volta para os cilindros do motor através das válvulas de escape.
    Esta acção pode ser prevenida tendo um tubo de respiro (1) na linha da água de arrefecimento ou aplicando uma válvula anti sifonamento (2)


     

    View as Grid List
    Ordenar por
    Display por página

    Coletores

    Filter by:

    Clear All
    Min: £0.00 Max: £830.00
    £0 £830